21.4.06

Tenho-te em garra




Vem-me a vontade de matar em ti toda a poesia
Tenho-te em garra; olhas-me apenas; e ouço
No tato acelerar-se-me o sangue, na arritmia
Que faz meu corpo vil querer teu corpo moço

vinicius de moraes

1 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Interesting site. Useful information. Bookmarked.
»

3:47 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home