28.4.06

Sagesse


Mais saboroso que um broche só um minete. E vice-versa.

porfirio rubirosa

Na sesta

Sabendo que as pirosas são tidas por mais fodilhonas, Aurélia Francelina , na sesta, nunca tira o sapatinho alto. Fica mais libidinosa.

porfirio rubirosa

Nervos de fêmea


Em conexão com a ancestralidade, Clara Carla sente a pulsão dos elementos vibrando em cada fibra dos seus nervos de fêmea.

porfirio rubirosa

Muito seu

Tucha Zita e Micá Mariette tem uma relação muito casual, que não deixa, por isso, de ser interessante, já que lhes dá um espaço de partilha muito seu.

porfirio rubirosa

Ela mesma



Uma das coisas que Roberta Fernanda adora fazer, volta que não volta, é enfiar um dedo ou dois na rata. Depois, dá-o a lamber a quem estiver mais à mão, ou, se não estiver ninguém, lambe-o ela mesma.

porfirio rubirosa

Antes de um Monnet



Entre um Degas e um Miró, antes de um Monnet ou depois de um Turner, gosto que me apalpem o rabo.
Desperta os sentidos e sabe bem.






porfirio rubirosa

27.4.06

Vão de escada

Maria da Purificação Anunciação dos Anjos senta-se muitas vezes na escada do prédio, durante boa parte das tardes de domingo, para pregar surpresas aos vizinhos. E arrepios

porfirio rubirosa

Bebida espirituosa


Com a sua voz rouca de tigre fêmea, Clara Carla dá conta que a bebida que mais a satisfaz, na carne e no espírito, é o creme de banana.

porfirio rubirosa

Galga os diques

Desde a meditação ancestral nas cavernas até aos labirintos da contemporaneidade, a natureza viva galga os diques da hesitação e invade as planícies do pudor.

porfirio rubirosa

Aqui e além




Quando vai às compras com o Zulmiro, Natércia Zita sabe que pode contar, aqui e além, com gestos bonitos. Daí que, invariavelmente, não use roupa interior, já que apenas prejudicaria a leveza do toque.

porfirio rubirosa

Dos mais simples



Os cozinhados de Marina Rita são muito saborosos.
Ao provar, quer-se comer e, ao comer, quer-se comer mais e mais. Aqui, prepara um prato dos mais simples para um grupo de convidados gulosos. Tudo muito natural, com poucos tempêros.


porfirio rubirosa

Os enigmas arrepiantes


Que língua tão gulosa a lamber-me as pernas.... O que é que me vai fazer a seguir ?

porfirio rubirosa

Pisa-destinos



Miucha Esparregueira Sintra Mendes está radiante com os seus novos sapatos pretos. São os chamados pisa-destinos e alteiam-lhe o rabo, o que é meio caminho andado.

porfirio rubirosa

PUB





Os frutos do bosque são muito bons de comer. E comê-los, faz bem a tudo: à pele, à tensão arterial, às unhas, ao cabelo, à circulação e aos músculos.
Sempre que se propicie, coma frutos do bosque.




porfirio rubirosa

26.4.06

O afã

Deixando a orla para trás, Nicha Rita e Nucha Rute vão-se ao mar salgado com o afã das lobas do mar, deixando só os rabos espetados para os deliciosos beijos do sol.

porfirio rubirosa

Cereja

Juliana Joyce e Roberta Rita despedem-se dos frios com gorrinhos de lã e cachecóis. Os beijos são a cereja.

porfirio rubirosa

O travo e o sumo


Picuxa Micá comunica por beijos na boca. Saboreado o travo e o sumo, prende-se pelos que deram mais tusa.

porfirio rubirosa

De frente

Posta verticalmente diante dos pecados que a vida oferece às carnudas, agarra-os de frente e prende-os nas coxas sumarentas.

porfirio rubirosa

O sal e a cor

Depois de foder - enrolar-se com outrem pela tesão em si mesma- Rebeca Martina gosta de ficar de bruços saboreando o sal e a cor dos relâmpagos .

porfirio rubirosa

Aonde se vê


À beira mar é aonde se vê quem gosta da água e dos folguedos marinhos. Custódia Marília e Gertrudes Catarina passaram o dia a chapinhar...

porfirio rubirosa

24.4.06

E dos deleites

Voltar aos clássicos é a melhor jeito de burilar sensibilidades, assim se purificando as maneiras e os deleites.

porfirio rubirosa

23.4.06

Estas com aqueles



Gabriela Amélia Braga Lagos Guimarães devaneando sobre amores e traições. Gosta de misturar estas com aqueles.

porfirio rubirosa

Do pecado e da festa

Ainda na sauna, mesmo sozinha, vai gozando com as antecipações do pecado e da festa.

porfirio rubirosa

A meter-se-lhe

Rosarinho Salgado Pimenta Félix gosta de apanhar o cabelo quando faz sauna. Também gosta de sentir uma língua a meter-se-lhe no rabo.

porfirio rubirosa

Da pura



Zázá Lima Morango aparece felina com a sua mini saia preta. É tão sensual que o ar que exala vem impregnado de tesão. Da pura.

porfirio rubirosa

As delícias do trio


Maria dos Búzios deitada na areia recorda a noite passada com dois namorados e pergunta-se como demorou tanto tempo a conhecer as delícias do trio.

porfirio rubirosa

Apetite


A elegância de Juju Romã só é comparável ao seu apetite insaciável por foder

porfirio rubirosa

22.4.06

O ponto e o nó


Mafalda Magda Moreira de Moura antes de se abalançar. Ela é muito reflectida e não dá ponto sem nó.

porfirio rubirosa

Pareo



Maria do Mar cobre-se sempre com um pareo ligeiro, que não é de andar nua pelas praias.

porfirio rubirosa

Os leves

Julia Joana e Rebeca Sofia são muito dadas a ver televisão juntas porque gostam dos mesmos programas: os leves e divertidos.

porfirio rubirosa

Uns atrás dos outros



A namorada de porfirio, Rosário Rosa, prepara-se para ir às compras. Vai toda arranjadinha por baixo para impressionar os empregados da boutique quando experimentar vestidos, uns atrás dos outros.

porfirio rubirosa

Crua


















Barbara Augusta é fêmea gulosa. Gosta de vibrações e das armadilhas do acaso. E carne, só a come crua e rija.

porfirio rubirosa

21.4.06

É superior

Os amores aos molhos é que são. O resultado dos contactos é superior à soma das partes.

porfirio rubirosa

Encontro


- É bom sentir o seu hálito, Maria Rosa, a humidade da sua boca tão meiguinha...
- Cale-se, Magda Teresa, sua tonta, e enfie a língua.

porfirio rubirosa

Assim gostar mais



Gosto de emergir decididamente. Rindo que nem uma tonta, embriagada com o sal, com o sol e com o azul. Assim gostar mais, só de broche.

porfirio rubirosa

Tenho-te em garra




Vem-me a vontade de matar em ti toda a poesia
Tenho-te em garra; olhas-me apenas; e ouço
No tato acelerar-se-me o sangue, na arritmia
Que faz meu corpo vil querer teu corpo moço

vinicius de moraes

Azul céu



Há coincidências muito especiais. Sempre que saio com estas cuequinhas azul céu, não passa o dia ou a noite sem que dê ou leve uma foda belíssima.

Não espanta que eu, logo ao vesti-las, sinta um arrepio.

porfirio rubirosa

20.4.06

Bem tostado


Enquanto não vou à praia, vou ganhando tom na piscina, que gosto do rabinho bem tostado.

porfirio rubirosa

La vaissele

Sou muito arranjadinha e enrolo sempre um paninho à minha volta quando je suis en train de faire la vaissele.

Tufadinha

Gosto de ir ao bosque de saia tufadinha. As possibilidades alargam-se muito.

porfirio rubirosa

19.4.06

Os ares da praia

Sempre que chega à praia, Catarina Sandra gosta de se fazer interessante e demora a sair do carro.

porfirio rubirosa

É bom

As pausas, nas viagens grandes, têm isto de bom: dão para compor a roupa interior que a gente usa, o que é bom.

porfirio rubirosa

O supérfluo

Para o essencial dispenso o supérfluo, e não me tenho dado nada mal com isso.

porfirio rubirosa

Campo das vivências


Farta de trivialidades, Marília Magda resolveu inovar no campo das vivências e foi experimentar coisas diferentes.

porfirio rubirosa

O ar, a água e a carne

- Vou sorver-te o ar, beber-te a água e comer-te a carne, Mariana Carla.
- És mesmo puta, Sandra Sónia!

porfirio rubirosa

18.4.06

Sucessivamente

Esperando por profirio, para o encher de mimo. Beijos, broche e botão de rosa. Foder e ser enrabada, e assim sucessivamente.

porfirio rubirosa