31.3.06

Ajudando os deuses a cumprir a sua missão


Nunca sejas simples quando podes complicar as coisas.


porfirio rubirosa

Em cima da mesa é que se quer o pecado

O vaso bonito e o campo por detrás sempre pediram o pecado em cima da mesa. Se os antigos o diziam, alguma razão deve haver.

porfirio rubirosa

Um som que se quebra


O teu corpo é um bombom em minha boca
Um som que se quebra em minha língua
Um licor que escorre sensual

Não há nada igual
Minha língua do teu corpo inquilina
Teu licor que minha boca indisciplina

Nada igual
Tua dor, teu louco riso
Teu pouco juízo

Final.



Ricardo Kelmer


porfirio rubirosa

Como os anjos



As mulheres voam
como os anjos:
Com as suas asas feitas
de cristal de rocha da memória

Disponíveis
para voar

soltas...


Maria Teresa Horta

porfirio rubirosa

Estou ficando coxuda



Já tenho quinze anos
Acho que estou crescendo
E quando tiver dezoito
Já quero estar fudendo

Já está chegando o tempo
Estou ficando coxuda
Meus seios estão crescendo
E minha buceta peluda

O rapaz com quem me casar
Não quero que seja broxa
Quero mesmo que ele tenha
Uma pica comprida e grossa

E quando estiver atrasado
Conte com esta buceta
Não fica bem um marmanjão
Se acabando na punheta

E prá quem não sabe
Punheta é a maior ilusão
Você pensa que está fudendo
Mas tá com o caralho na mão

E agora eu me despeço
Fazendo bilú-bilú
Com três dedos na buceta
E dois dedos no cu.


anónimo



porfirio rubirosa

Não posso guardá-lo


De tal ordem é e tão precioso
o que devo dizer-lhes
que não posso guardá-lo
sem a sensação de um roubo:
cu é lindo!
Fazei o que puderdes com esta dádiva.
Quanto a mim dou graças
pelo que agora sei
e, mais que perdôo, eu amo.


Adélia Prado


porfirio rubirosa

Essas sim



Ponto de vista

Eu não tenho vergonha
de dizer palavrões,
de sentir secreções
(vaginais ou anais).
As mentiras usuais
que nos fodem sutilmente
essas sim são imorais,
essas sim são indecentes.

Leila Micollis

porfirio rubirosa



Troveja !



O prazer que na orgia a hetaíra goza
Produz no meu sensorium de bacante
O efeito de uma túnica brilhante
Cobrindo ampla apostema escrofulosa!

Troveja! E anelo ter, sôfrega e ansiosa,
O sistema nervoso de um gigante
Para sofrer na minha carne estuante
A dor da força cósmica furiosa.

Apraz-me, enfim, despindo a última alfaia
Que ao comércio dos homens me traz presa,
Livre deste cadeado de peçonha,

Semelhante a um cachorro de atalaia
Às decomposições da Natureza,
Ficar latindo minha dor medonha!


Augusto dos anjos


porfirio rubirosa

Essas coisas assim

As conversas boas são aquelas em que a gente não esconde o essencial, e essas coisas assim.


porfirio rubirosa

Sei lá



Gosto dos beijinhos das minhas amigas. São um sinal de compreensão, sei lá.

porfirio rubirosa

Desvelo


Do desvelo com que te amo só as almas mais puras conhecem o segredo. E não costumam partilhá-lo.


porfirio rubirosa

30.3.06

Isto da roleta

Isto da roleta é um jogo que eu gosto. Quase tanto como foder.


porfirio rubirosa

Pecado ao sol



Esta cabrona dá-me tusa. Vou ver se a como.


porfirio rubirosa

Ainda bem que assim é



Gosto da minha língua na sua boca. É uma coisa que não tem cura, e ainda bem que assim é.

porfirio rubirosa

The opposite



"Some people think luxury is the opposite of poverty.it is not. It is the opposite of vulgarity"

Coco Chanel

porfirio rubirosa

Vestidinhos de Abril





Com a chegada de Abril vou vestir vestidinhos mais leves e soltos. Que bom.



porfirio rubirosa

29.3.06

A vingança da prolongada ocultação


Let´s not ask for the moon. We have the stars


porfirio rubirosa

Precisamente



Amo, ergo sum, e precisamente nessa proporção.

Ezra Pound

porfirio rubirosa

A proporção divina


A proporção divina, como lhe chamava o matemático renascentista italino Luca Paccioli.


porfirio rubirosa

Viver com isso


Mulheres e gatos fazem o que querem.
Homens e cães têm de aprender a viver com isso.
Alan Holbrook


porfirio rubirosa

Todinha para cê


Olhe a gostosura que eu tenho aqui para você. Todinha para cê.


porfirio rubirosa

Redondo nenúfar

de redondo cu
eu cúbica te quero
como cólera química ou paz comum
que nada tão navega
a tua nádega núbica
de redondo nenúfar
nu furioso.

no volume do cu
velo o teu lume
ocioso cio de culher
nos colhões que te encosto
pelas costas
no cu que te descubro
pelo olho
no volume que rasgo
pela vela
do duro coração na cumoção
de ter-te pelas tetas
culocada na posição
decúbita
culada
da comunicação.


E. M. de Melo e Castro


porfirio rubirosa

Se salubre salgado


de semântica sêmea
se insinua o sêmen
na lacona lagoa lacunar
e da sádica sede se ressente
o sentido
no sentido cunar.

se sádica ou sábia
quem o saberá?
Se salubre salgado
o teu sabor a odre
é a onda do útero
é terra que remorde
a espera de esperma
nas ásperas paredes.

e o significado vem
da fricção rítmica e formal
entre as mucosas rubras
do pênis, da vulva, da boca
ou da anal.

E. M. de Melo e Castro



porfirio rubirosa

Egoiste

Não fiques a pensar que gosto de ti. Dou-te o rabo porque me sabe bem.


porfirio rubirosa

Saudades



Saio do banho como lá entrei. Com saudades das nossas fodas.

porfirio rubirosa

E me prendesses toda




Se tu viesses ver-me hoje à tardinha,
A essa hora dos mágicos cansaços,
Quando a noite de manso se avizinha,
E me prendesses toda nos teus braços...


Florbela Espanca




porfirio rubirosa

Finais de Março

Venha cá. Vou mostrar-lhe uma coisa.


porfirio rubirosa

Encarnado



José Fontinhas

28.3.06

Puta




José Fontinhas

26.3.06

Cabo Sardão

Preparando a onda. No prelúdio do mergulho. No cabo Sardão.


porfirio rubirosa

25.3.06

Polpuda

Hilária, sonhando acordada com Porfírio, gritando em silêncio por Porfírio, gemendo os minutos que faltam para Porfírio, doendo-se com prazer por Porfírio, beijando a distância, sorvendo os anseios, mordendo o desejo por Porfírio.


porfirio rubirosa

Vem aí Abril

O mês de ir à floresta, ver o que a natureza andou a fazer entretanto.

porfirio rubirosa

Vou dar-lhe boca

Os frios estão a ir-se. Levante o agasalho, Hilária polpuda, que vou dar-lhe boca.


porfirio rubirosa

Cores e sabores

Gosto de tomar chá consigo, Hilária. Você é polpuda e tem toque.


porfirio rubirosa

Água



Nunca digas desta água não beberei

porfirio rubirosa

24.3.06

Os morangos voltam comigo para casa

Ou me lambe as pernas como eu gosto, ou os morangos voltam comigo para casa.


porfirio rubirosa

Pela cama afora (II)

Nem sempre ando pela cama toda nua. Também me ponho compostinha.

porfirio rubirosa

Pela cama afora



Sou perdida por jogos de cama. Na cama e pela cama afora.

porfirio rubirosa

Como uma praia

Território aberto aos passeios e aos mergulhos, como uma praia.


porfirio rubirosa

Como poucas

A linha do coração na palma da minha mão é marcada como poucas.


porfirio rubirosa

Vermelho

É o vermelho que me redime e me declina.


porfirio rubirosa

21.3.06

Isso a torna perigosa

Ela é uma mulher que goza
celestial sublime
isso a torna perigosa
e você não pode nada contra o crime
dela ser uma mulher que goza


Bruna Lombardi



porfirio rubirosa

20.3.06

Acertadinhos


- Gosta que eu o coma?

- Gosto.

porfirio rubirosa

Equinócio

O tempo de equinócio é uma altura magnífica para foder. Aliás, como qualquer outra.


porfirio rubirosa

17.3.06

Simplicidade

Entrando pela saída da roda, à procura da simplicidade das dávidas.


porfirio rubirosa

Na palma da mão


Na ligação à natureza está o encontro.Desenhado na palma da mão.


porfirio rubirosa

Dos momentos perfeitos



O refúgio dos lobos é a gruta dos momentos perfeitos. Já dizia Ambrose Pierce que o Diabo é o dono de todas as coisas boas da mundo.

porfirio rubirosa

16.3.06

A plenitude da fêmea



A trajectória máxima, a plenitude da fêmea. A partir daqui o mar não é mais navegável.

porfirio rubirosa